As duas formas – a pouco e há pouco – existem na Língua Portuguesa, “à pouco” está incorreto.

Ou seja, ambas as expressões indicadas estão corretas, devendo, no entanto, ser usadas em diferentes situações.

A pouco tem o sentido de tempo (ou distância) por decorrer – algo que está prestes a acontecer; em breve.

Eles vão jantar daqui a pouco.
Estamos a pouco mais de 30 kms de Luanda.
Este país está a pouco de algo terrível.

Há pouco tem o sentido de tempo decorrido – algo que ocorreu em um passado, é habitualmente comum ser possível substituir por existir, acontecer ou faz.

Vi-a há pouco, ao portão.
Sim, passou há pouco por aqui.
Trabalhei num circo até há pouco tempo.
Sua noiva ligou agora há pouco.
Isto aconteceu há 3 anos.

Obs:
há pouco tempo é considerado redundante, isto é, basta escrever “há pouco”

À pouco não está gramaticalmente correto na Língua Portuguesa; a chamada crase à (a + a) não é usada com “pouco”.

Notar que com a palavra “pouca” (feminino) a forma à pouco pode acontecer numa qualquer frase.

O período noturno exige cuidado redobrado, devido à pouca visibilidade.