As duas formas – irão e vão – existem na Língua Portuguesa.

Ou seja, ambas as expressões estão corretas e são formas verbais do verbo ir mas empregues em diferentes tempos verbais.

A forma verbal irão é a terceira pessoa do plural do futuro do indicativo do verbo.

eles; elas; vocês [ irão ]

Se formos presos, irão nos separar.

Obs:
futuro do indicativo = exprime ações que vão acontecer no futuro ou uma incerteza

A forma verbal vão é referente a vários tempos verbais:

– terceira pessoa do plural do presente do indicativo do verbo
– terceira pessoa do plural do presente do subjuntivo do verbo
– terceira pessoa do plural do imperativo do verbo

eles; elas; vocês [ vão ], que eles; elas; vocês [ vão ], [ vão ] eles; elas; vocês

Onde vão agora?
Preciso que vão comigo à botânica.
Não, vão vocês, eu vou pra casa.

Obs:
presente do indicativo = referente ao presente, que está ocorrendo no momento ou que não depende de um tempo específico
subjuntivo (português brasileiro) ou conjuntivo (português europeu) = modo verbal que não expressa certeza, e sim uma dúvida, desejo ou situações hipotéticas
imperativo = modo verbal pelo qual se expressa uma ordem, pedido, desejo, súplica, conselho, convite, sugestão, recomendação, solicitação, orientação, alerta ou aviso


Uma dúvida comum é se devo usar o presente ou futuro? quando me refiro a algo vindouro.

Na prática verifica-se que é habitual usar o presente do indicativo ( não depende de um tempo específico ) para a construção da frase mas o futuro do indicativo também é válido.

Nesse sentido, e na referência a algo vindouro, ambas as frases estão corretas:

Elas vão fazer uma festa.
Elas irão fazer uma festa.

Sempre com o cuidado confundir com uma ação no presente:

Escutei que os negócios vão bem :: é agora, presente