Na gramática da Língua Portuguesa aumentativos e diminutivos são processos de derivação que permitem modificar os substantivos a fim de exprimir intensificação, exagero, atenuação ou diminuição. Essas modificações constituem as variações de grau do substantivo.

Formação dos graus aumentativo e diminutivo

Os graus aumentativo e diminutivo dos substantivos podem ser formados por dois processos:

Sintético – consiste no acréscimo de sufixos aumentativos ou diminutivos à forma normal do substantivo.

aumentativo sintético

bonito > bonitão
lobo > lobão
pé > pezão

diminutivo sintético

casa > casinha
livro > livrinho
pé > pezinho

Analítico – a forma normal do substantivo é modificada por adjetivos que indicam aumento ou diminuição de proporções.

aumentativo analítico

amor > enorme amor
alegria > alegria imensa
cão > cão grande

diminutivo analítico

caixa > caixa pequena
computador > computador pequeno
mulher > mulher franzina


Mais sobre aumentativos e diminutivos

Usando o processo sintético, ou seja, pelo acréscimo de sufixos aumentativos ou diminutivos ao substantivo temos ainda de considerar as duas formas existentes:

Regular – uso dos sufixos comuns -ão; -zão e -inho; -zinho.

aumentativos regulares

amigo > amigão
rapaz > rapazão
rato > ratão

diminutivos regulares

boné > bonezinho
coelho > coelhinho
filho > filhinho

Irregular – uso de outros sufixos basicamente porque os sufixos regulares não permitem a correta construção da palavra.

aumentativos irregulares

colher > colheraça
forte > fortaleza
monte > montanha

diminutivos irregulares

casa > casebre
corpo > corpanzil
guerra > guerrilha

Ou seja, existem variações, que obrigam a construções diferentes e a alterações por vezes um tanto “estranhas”. Casos de palavras terminadas em “ca” e “co” obrigam à introdução de “qu” para formar diminutivos:

arco > arquinho
casca > casquinha
tasca > tasquinha


No sentido de carinho

Muitos dos exemplos aqui apresentados são no sentido de “tamanho e dimensão” ( forma mais comum ) mas em certos contextos é empregue para para conferir valores afetivos como carinho, admiração, ironia ou desprezo, e não noções ligadas ao tamanho físico.

Ex: cafezinho, partidão, bandidaço, mulheraço, livrinho, ladrãozinho, rapazola, futebolzinho, parolito, maninho etc..

Referências

Lista dos sufixos aumentativos e diminutivos mais usados: -ão, -zão, -arra, -ona, -inho, -ito, -eta.