Guia prático e imediato das figuras de linguagem da Língua Portuguesa. As “figuras de linguagem” podem ser definidas como uma estratégia literária que o escritor pode aplicar no texto para conseguir um efeito determinado na interpretação do leitor.

Lista figuras de linguagem

Apóstrofe Chamar uma pessoa (real ou imaginaria), presente ou ausente, como uma forma de enfatizar uma ideia ou expressão.
Antonomásia Representação que substitui um elemento pela citação de outro que lhe está relacionado.
Antítese Aproximar palavras ou expressões de sentido contrário.
Catacrese Utilização de uma palavra ou expressão que não descreve com exatidão o que se quer expressar, mas é adotada por não haver uma outra palavra apropriada.
Eufemismos Uso de termos mais agradáveis para expressar uma algo desagradável, inadequado ou grosseiro.
Gradação Quando criamos uma sequência de palavras ou expressões – progressão de ideias ascendente ou descendente.
Figura de Palavra Quando usamos uma palavra num contexto pouco esperado, ela pode adquirir um novo sentido.
Figura de Pensamento Quando manipulamos o sentido das palavras e expressões.
Hipérbole Quando nos referimos a algo de modo exagerado.
Metáfora Transferência do significado de um termo para outro que não é próprio do mesmo.
Prosopopeia Atribuição de características humanas a animais e objetos.
Sinédoque Substituição de uma palavra por outra que sofre uma redução ou ampliação do seu sentido básico.
Sinestesia Combinação que relaciona planos sensoriais diferentes.
Símile Comparação de coisas semelhantes.