As duas formas – assas e asas – existem na Língua Portuguesa.

Ou seja, ambas as expressões estão corretas, devendo, no entanto, serem usadas em diferentes situações.

Assas é a forma verbal na segunda pessoa do singular do presente indicativo do verbo assar.

Tu assas o frango.

Asas, como substantivo, é o plural de “asa”; membro anterior das aves e morcegos especialmente modificado para o voo.

No entanto, como forma verbal, asas pode corresponder a:
a) Segunda pessoa do singular do presente do indicativo do verbo asar.
b) Segunda pessoa do singular do presente do subjuntivo do verbo asir.


Referências

a) Asar significa guarnecer de asas.
b) Asir significa segurar pela asa.